Blog Biológico

Você sabe como é feito o Exame Toxicológico?

Conhecida como a “Lei do Motorista”, a Lei 13.103/2015 estabeleceu a obrigatoriedade do exame toxicológico para condutores profissionais de transporte rodoviário de passageiros e de cargas. A intenção é identificar se o motorista fez uso de substâncias, que podem causar alterações e consequentemente acidentes de trânsito, nos últimos 90 ou 180 dias. 

Também pode ser realizado em ambiente hospitalar quando houver suspeita de intoxicação por substâncias tóxicas ou ansiolíticas, relatando em algumas situações o grau de exposição a essa substância, além de ser utilizado em casos de overdose para identificar a substância responsável.

Se você vai renovar sua carteira de habilitação e precisa fazer o exame toxicológico para uma empresa que contrata motoristas profissionais, com certeza tem interesse em saber como é realizado o exame. 

E para sanar essa dúvida, nós fizemos este artigo explicando como é o processo. Dá uma olhada: 

Como é feito o exame toxicológico?

 – Coleta de pequenas amostras de cabelo, pêlo ou unhas: quando um paciente usa drogas, 6 dias após a ingestão, a substância é absorvida e fica armazenada na queratina presente nos fios de cabelo e pêlos do corpo. Caso ele não tenha pelos no comprimento de 1cm, a realização do exame é por meio da coleta de unhas.

– A amostra é enviada para análise laboratorial, onde será verificado se houve uso de substâncias ilícitas nos últimos 90 ou 180 dias

– O resultado é liberado em até 5 dias e pode ser consultado em nosso site www.biologico.com.br

Quais substâncias são detectadas?

O exame toxicológico é capaz de detectar com precisão a presença de diversas substâncias psicoativas, porém as substâncias solicitadas para finalidade de emissão/renovação de CNH são:

• Anfetamina (Rebite);

• Cocaína e derivados, como o crack;

• Codeína;

• Ecstasy, conhecido como “bala” (MDMA, MDA, MDE);

• Maconha e seus derivados, como skunk e haxixe;

• Metanfetaminas, como meth, ice e speed;

• Heroína;

• Morfina;

• Mazindol.

Ficar perto de quem consome droga afeta o resultado do exame?

O fato de permanecer perto de alguém que consuma algum tipo de droga, não oferece risco de alteração no resultado do seu exame. Isso porque existe um processo de descontaminação das amostras, para garantir o resultado correto.

Desde que entrou em vigor, a “Lei do Motorista” já salvou muitas vidas, diminuindo o número de acidentes nas estradas brasileiras causados por motoristas que fazem uso de substâncias ilícitas. 

Faça você também o exame toxicológico e salve vidas. Entre em contato conosco!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

AGENDAR EXAMES

Escolha como você gostaria de agendar: