Blog Biológico

Saiba a importância do exame Papanicolau

Auxiliar na manutenção da saúde da mulher é papel dos ginecologistas que tem como um dos seus maiores aliados a colpocitologia oncótica, popularmente conhecida como Papanicolau. Esse exame faz parte da rotina médica e realizado periodicamente para verificação do colo do útero e se não há o aparecimento de alterações em seu tecido, causadas por doenças ou infecções. 

Apesar de ser um exame essencial para diagnóstico, prevenção e controle de doenças que acometem a região uterina, nem todas as mulheres seguem as orientações dos especialistas e acabam optando por não realizá-lo ou não retornam ao consultório para entregar os resultados. Por esse motivo, reunimos as principais informações sobre a importância do Papanicolau e motivo pelo qual ele deve ser realizado com frequência, conheça abaixo. 

O que é o exame?

O exame Papanicolau é um procedimento simples, rápido e indolor, realizado no próprio consultório ginecológico ou em algumas de nossas Unidades de Coleta. Com o auxílio de uma espátula especial e de uma escova endocervical, é feita a coleta da amostra do material uterino que é depositado em uma lâmina ou em meio líquido e levado para o laboratório. 

A partir desse material recolhido, é feita a análise das células que compõem a região e verifica-se se há alguma espécie de alteração. O laudo do exame é obtido após em média sete dias. 

Para o conteúdo ser recolhido, a paciente não deve estar em período menstrual, pois o sangue dificulta na leitura das células, e nem ter tido relação sexual nas 48 horas que antecedem o exame. 

Quais as diferenças entre a Citologia Convencional e Citologia Líquida?

A técnica convencional da citologia apresenta algumas limitações, como distribuição não homogênea das células no esfregaço, pequeno número de células que permanecem na lâmina (20%), presença de leucócitos, hemácias e restos celulares em excesso, prejudicando a análise microscópica, além de fatores dependentes da coleta do material celular, como insuficiente representatividade da junção escamo-colunar (JEC) e secagem ou má fixação do material.

A metodologia em meio líquido foi desenvolvida com o intuito de diminuir as limitações da citologia convencional. Além de reduzir o índice de insatisfatoriedade, a técnica permite a otimização do exame em diversos aspectos: 

  • É uma poderosa ferramenta para aumentar o diagnóstico de lesões graves;
  • Sensibilidade de até 85% no diagnóstico de lesões de baixo grau;
  • Exclusão de resultados falso-negativos;
  • Amostras mais satisfatórias para análises, pois tem uma coloração mais homogênea.

Qual sua importância?

Como todo exame preventivo, o papanicolau auxilia no diagnóstico e prevenção do aparecimento de doenças e infecção como: tricomoníase, candidíase, doenças sexualmente transmissíveis (clamídia, gonorreia, sífilis ou HPV) e o câncer de colo do útero. Também é possível checar através dele se existem cistos de Naboth, pequenos nódulos que surgem devido ao acúmulo de líquido liberado por glândulas presentes no colo do útero.

O Papanicolau é extremamente importante para o controle da saúde da mulher, pois ele pode diagnosticar a presença de doenças que não são percebidas a olho nu, ou seja, não manifestam sintomas externos. 

Quem deve realizar o Papanicolau?

Esse exame é recomendado para mulheres com a vida sexual ativa independente da idade, mas principalmente as que tem entre 25 a 59 anos. Além disso, ao contrário do mito que grávidas não fazem exames preventivos, gestantes podem e devem realizar o Papanicolau, principalmente se durante a gestação fizer um ano ou mais desde a última coleta. 

Geralmente o Papanicolau é feito anualmente, mas em casos em que há presença de alterações nos resultados, o acompanhamento é feito semestralmente. 

Exames complementares

Paralelo ao exame preventivo, os ginecologistas podem solicitar exames complementares para o monitoramento e acompanhamento da saúde da mulher, como a Ultrassonografia Transvaginal, para observar o útero, endométrio, ovários e trompas uterinas e toda estrutura do órgão reprodutor feminino. 

Se você é mulher e não está com seus exames em dia, entre em contato com seu ginecologista e agende seus exames preventivos. 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados